ALGUNS ASPECTOS SOCIAIS, ECONÔMICOS E POLÍTICOS DA CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

  • Beatriz dos Reis Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
  • Gilberto Aparecido Rodrigues Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga (FATEC) – SP – Brasil
Palavras-chave: Construções rurais, Captação de água, Agricultura de subsistência

Resumo

O assunto abordado neste trabalho, corresponde ao uso de tecnologias de baixo custo para garantir o fornecimento e qualidade de água, através de construção de cisternas, por períodos mais contínuos em regiões semiáridas, tem-se mostrado uma prática cada vez mais comum no nordeste brasileiro. O objetivo deste estudo é abordar o uso destas tecnologias e citar alguns resultados de programas implementados na região nordeste do Brasil, através de pesquisa bibliográfica sobre o tema. A construção e uso de cisternas, mostra-se uma tecnologia acessível às populações carentes. A captação de águas pluviais, por outras vias, também atende ao propósito de garantir água para atividades de subsistência. Intermediação governamental de diversas instâncias, associado à solidificação da extensão rural para estas comunidades com carência de recursos básicos, traz benefícios para a família e o bem estar no meio rural.

Publicado
24/09/2017
Seção
Artigos